Temer fica sem aposentadoria

Michel Temer perdeu o prazo para realizar a prova de vida, uma exigência para receber a aposentadoria.

Temer requisitou aposentadoria aos 55 anos e recebia cerca de R$ 45 mil brutos. O valor é reduzido para manter a remuneração no teto constitucional, de R$ 33,7 mil. Segundo informações da São Paulo Previdência (SPPrev) repassadas a “O Globo”, sem a prova de vida, o benefício é suspenso automaticamente e excluído da folha de pagamentos.

A Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência informou que Temer “não fez por falta de tempo, mas fará assim que possível”.

Compartilhe com seus amigos!