PROFESSORES DA REGIÃO SUL SE DESTACAM EM PRÊMIO NACIONAIS DE ARTE E EDUCAÇÃO

Dois professores são vencedores no Prêmio Educador Nota Dez e um é finalista do Prêmio Arte na Escola Cidadã.

Luiz Fernando Velho – Redação MonteCarlo FM
Foto: Divulgação Arquivo GCR

Neste sábado (8), se comemora o Dia Internacional da Alfabetização. Esse ano Santa Catarina tem muito que orgulhar, cinco professores catarinenses estão nas finais dos prêmios de arte e educação mais importantes do país, o Prêmio Arte na Escola Cidadã e Educador Nota Dez.

Amanhã (6), será divulgado o resultado dos vencedores da 19ª edição do Prêmio Arte na Escola Cidadã, são 21 finalistas,  entre eles três são de Santa Catarina. Ana Luiza Albanás Couto de Moura de Florianópolis, Viviane de Oliveira de Joinville e pela terceira participando do prêmio e segunda como finalista, o professor Marcos Antônio do Santos que leciona no Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA), de Criciúma. Esse ano concorre com o projeto “Autorretrato: tecendo histórias e memórias nas aulas de Artes da Educação de Adultos”. (Link da matéria)

PRÊMIO ARTE NA ESCOLA

Hoje, o Brasil tem mais de 500 mil professores lecionando Artes na Educação Básica. O Prêmio tem a missão de incentivar esses professores, reconhecendo e dando visibilidade para projetos que guardam em si a potência de transformar alunos, cidadãos, comunidades. Cada professor vencedor será premiado com R$ 10 mil reais, e as escolas vencedoras ganharão um computador e uma câmera digital. A cerimônia de premiação será no dia 28 de novembro em São Paulo.

 

EDUCADOR NOTA 10 

Os professores Cristiane Dias de Criciúma e Mikael Miziescki de Morro Grande, estão entre os dez vencedores do Prêmio Educador Nota 10, ambos concorrem ao título de Educador do Ano, a cerimônia será dia 02 de outubro em São Paulo.

Professora de Língua Estrangeira, Cristiane Dias, conquistou os jurados com o projeto “We speak the same language”. Ela dribla a ideia de que não se aprende inglês na escola pública. Cristiane aproveitou a presença de imigrantes ganeses e haitianos na cidade, que tentam se comunicar em inglês, para discutir os antepassados imigrantes dos alunos do 9º ano, com isso, mostrou a importância de ter uma língua em comum.

O professor de Artes Mikael Miziescki, apresentou o projeto “Morro Grande em Arte”, instigando e provocando os alunos a descontruir os estereótipos que têm sobre a disciplina de Artes, eles pesquisaram, estudaram, visitaram exposições. O projeto é inovador, pois coloca em foco os espaços expositivos e a curadoria, que são tratados como conteúdo. Desde o início do ano os estudantes sabem que seus trabalhos serão expostos, então se engajam em pesquisas sobre arte e experimentam com técnicas e linguagens ao elaborar suas criações.

Cada professor ou gestor recebe o prêmio é de R$ 15 mil reais, e a escola onde o projeto foi desenvolvido recebe um vale-presente de R$ 1 mil.

Saiba mais sobre os 10 vencedores do Prêmio Educador Nota Dez

Compartilhe com seus amigos!