Coreia do Norte diz que míssil lançado é capaz de atingir todo o território dos EUA

A Coreia do Norte afirmou nesta quarta-feira que alcançou o objetivo de tornar-se um Estado nuclear depois de testar um novo tipo de míssil balístico intercontinental (ICBM), que segundo Pyongyang pode atingir todo o território continental dos Estados Unidos.

O míssil, que foi disparado na terça no Mar de Japão, voou mais de 900 km alcançando mais de 4.000 km de altitude, o que representa a máxima altura atingida até o momento por um projétil norte-coreano e indica um novo e perigoso avanço para o programa de armas do regime.

“O ICBM Hwasong-15 é um míssil balístico intercontinental com uma ogiva de grande tamanho capaz de atingir todo o território continental dos Estados Unidos”, destacou a agência de notícias norte-coreana KCNA.

Estados Unidos, Japão e a Coreia do Sul pediram uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU para abordar o lançamento norte-coreano, informou uma fonte oficial, segundo a France Presse.

Em resposta ao disparo norte-coreano, as Forças Armadas da Coreia do Sul conduziram um lançamento de míssil de “ataque de precisão”, segundo os militares citados pela Yonhap. A agência não deixa claro qual o alvo deste projétil.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu colega sul-coreano, Moon Jae-In, avaliaram que o novo míssil norte-coreano representa uma ameaça “para o mundo inteiro”.

“Os dois dirigentes destacaram a grave ameaça que a última provocação da Coreia do Norte deixa cair não apenas sobre os Estados Unidos e a Coreia do Sul, mas também sobre o mundo inteiro”, declarou a Casa Branca em referência a conversa telefônica entre os dois líderes.

Compartilhe com seus amigos!